Venda de bens apreendidos do tráfico será agilizada

Publicado em: 28/1/2019

Cerca de 80 mil bens apreendidos de traficantes serão leiloados. A informação é do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

De acordo com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), vinculada ao ministério, a venda dos bens apreendidos, de traficantes de drogas, é prioridade e deve ser agilizada. Itens como celulares, automóveis, imóveis e até aeronaves serão levados a leilão. Do total, 30 mil bens já têm sentença com trânsito em julgado podendo ser leiloados imediatamente.

O secretário nacional de Política Sobre Drogas, Luiz Beggiora afirmou que é preciso acelerar a alienação desses bens para que o dinheiro arrecadado seja direcionado ao bem comum. “Nesse ritmo, levaríamos 80 anos para a venda apenas dos bens que atualmente estão apreendidos nos depósitos”, comentou.  Segundo a assessoria, parte dos recursos será direcionada ao reaparelhamento das polícias judiciárias e para o desenvolvimento de políticas sobre drogas.

A média anual de arrecadação com esse tipo de alienação é de aproximadamente de R$ 6 milhões.

Um sistema eletrônico de catalogação será desenvolvido pela Senad com a finalidade de aprimorar o controle sobre os mesmos. Outra ferramenta eletrônica será um portal para que os interessados possam adquirir um bem vendido em qualquer lugar do país. Alterações na legislação também serão propostas pela Senad.

Com informações da Ascom/MJSP

  • Compartilhe: