BARREIRAS: profissionais da Educação recebem terapia holística

Publicado em: 07/5/2020

Pensando no bem-estar dos gestores e educadores, a Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Educação, está oferecendo terapia holística aos diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos das escolas da rede municipal de ensino. Acompanhado pela Subdiretoria Municipal de Acessibilidade e Inclusão, o Plano de Ação de Terapia Holística visa trabalhar os elementos emocional, mental, espiritual e físico dos profissionais da educação, principalmente nesse momento de suspensão das aulas em virtude da pandemia de Covid-19.

A terapeuta Fátima Liguori já desenvolve a terapia holística nas escolas, utilizando a arte terapia de desenho livre como uma ferramenta de busca aos medos e traumas dos estudantes. Com o novo desafio de trabalhar com os gestores escolares, a terapeuta atende aos pacientes em seu consultório oferecendo um ambiente harmonioso, com música, aconselhamento, técnicas de cromoterapia e arte terapia.

“Estamos em um momento de pandemia mundial, e os seres humanos convivem com muitas incertezas, medos, ansiedades e estados emocionais abalados. Aceitamos esse desafio de atender as diretoras, vices e coordenadores com o propósito de incentivar a tranquilidade e segurança para o retorno das aulas, pois são elas que sustentam toda estrutura escolar”, disse Fátima, lembrando que é muito importante durante as consultas, valorizar a respiração, alongamento e a afetividade, mesmo sem tocar as pessoas.

Em atendimento e com a fisionomia serena, a diretora Sandra Regina Nunes da Escola Municipal Antônia Matos de Oliveira, expressou que a terapia é integrativa e relaxante, e a conversa com a terapeuta desperta novas ideias.“Me senti renovada, e precisamos disso, repensar nossos sentimentos e anseios. Estamos em um momento que não sabemos do amanhã, se haverá um futuro tranquilo, então é hora de valorizar o hoje. Certamente no retorno das aulas, nossos estudantes estarão cheio de dúvidas e novidades, querendo saber dos colegas como foi a quarentena, e a gestão escolar, equipe pedagógica e professores terá que ficar preparada para superar essa fase”, ressaltou a diretora Sandra.

A subdiretora de acessibilidade e inclusão, Eliene Fernandes explica que os atendimentos são agendados e as consultas são individuais. “Vamos atender os gestores escolares, e posteriormente os professores. Os atendimentos são agendados pelo telefone da Secretaria de Educação, e o principal objetivo é buscar o bem estar dos nossos educadores”, finalizou.

Fonte: PMB


  • Compartilhe: