Idoso que dirigia embriagado desacata policiais e é preso

Publicado em: 12/4/2020

Durante a abordagem, o condutor apresentou agressividade e proferiu palavras ofensivas contra os policiais. Ele apresentou índice de embriaguez quase 3 vezes o valor considerado como crime.

A Polícia Rodoviária Federal flagrou no início da manhã desta sexta-feira (10) o condutor de uma caminhonete S10 LTZ transitando alcoolizado. A ação foi registrada no Km 718 da BR 101, trecho do município de Eunápolis, no Extremo Sul da Bahia.

Era por volta das 05h54, equipe da PRF realizava fiscalização na rodovia voltada à prevenção de acidentes quando visualizou o condutor da S10 efetuar uma conversão em local proibido ao avistar a viatura policial. Os agentes federais também perceberam que o motorista dirigia em “zigue-zague” na rodovia, colocando em risco a segurança de todos.

Durante a abordagem, os PRFs identificaram no condutor sinais de que havia ingerido bebida alcoólica, como dificuldade no equilíbrio, olhos vermelhos, forte odor de álcool no hálito. O homem, de 55 anos, foi submetido ao teste de etilômetro, cujo resultado indicou 0,85 mg/L de álcool por litro de ar alveolar expelido pelos pulmões, comprovando a embriaguez. O teste no aparelho apresentou índice quase 3 vezes maior do valor considerado como crime que é de 0,34 mgL.

O motorista apresentou descontentamento com a ação policial e de forma agressiva proferiu xingamentos e fez ameaças de morte contra os policiais. Disse ainda que era bastante ‘relacionado’ e possuía contatos importantes na região. Ainda arremessou um saco com fezes em direção a equipe.

Diante do cenário, o aposentado foi preso em fragrante pelos crimes, em tese, de embriaguez na direção de veículo automotor, previsto no art. 306 da Lei nº 9.503/97 – CTB e mais os arts. 147 (ameaça) e 331 (desacato) do Código Penal. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Eunápolis (BA) e apresentado à autoridade policial de plantão.

Além de detenção por crime de trânsito, a multa por alcoolemia custa R$ 2.934,70, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O valor da multa é duplicado em caso de reincidência. Ademais, ocorre a penalidade administrativa que suspende ou proíbe o motorista de obter a habilitação ou permissão para dirigir veículo automotor por um período de 12 meses.

Assim como vem ocorrendo desde o início da pandemia, no decorrer do feriado de Semana Santa, a PRF continuará reforçando as medidas preventivas voltadas aos servidores e aos usuários das rodovias. Na linha de frente, policiais rodoviários federais também reforçarão junto à população a ideia da campanha de conscientização lançada pela instituição essa semana: “Se puder, fiquem casa, mas se tiver que sair respeite as leis de trânsito”.

No entanto, tais situações não restringirão os trabalhos de fiscalização e policiamento durante o feriado. Para informações, denúncias, comunicação de crimes e acidentes a PRF dispõe do número de emergência 191. A ligação é gratuita e atende 24 horas em qualquer parte do País.

 


  • Compartilhe: