Propriedades que receberão jumentos destinados ao abate são vistoriadas

Publicado em: 05/4/2020

aOs frigoríficos interessados em comercializar carne e pele de jumentos já se movimentam em busca de garantir estrutura adequada para fazer frente à portaria recém publicada pela ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia) de normatização de trânsito e abate que, entre os principais requisitos para liberação do funcionamento, determina que esteja assegurado o bem estar dos animais.

Equipes da autarquia vistoriaram nesta quinta (1) uma fazenda no município de Caraíbas, interessada em conquistar o certificado de PROTEA ( Propriedade de Triagem e Espera de Animais) e através do uso das imagens de satélite e outras captadas pelos drones da agência, foi realizada a avaliação da propriedade.

“Esse é o primeiro passo para que os frigoríficos possam proceder o abate, estamos vistoriando as propriedades para conceder ou não o registro”, explica o diretor-geral da agência, Maurício Bacelar.

Durante a visita, toda a estrutura da propriedade passa por avaliação, desde a condição do terreno, se existe água, alimentação, cerca e também curral de contenção dos animais. A inspeção prévia acontece para avaliar se a propriedade atende às características exigidas para PROTEAS, previstas pela Portaria 013/2020.

“O trabalho é de reconhecimento, onde verificamos se a propriedade oferece condições de recepção e manutenção dos animais até a transferência para os frigoríficos ou propriedades de cria”, ressalta Maurício.

Fonte: ADAB


  • Compartilhe: