Bahia só perde para SP em downloads do aplicativo e-Título

Publicado em: 12/11/2020

Aplicativo permite consultar local de votação e justificar ausências

A Bahia é o segundo estado do Brasil com maior número de downloads do aplicativo e-Título na versão 2.0. Dos 10.893.320 eleitores aptos às urnas no pleito municipal deste ano, 442.326 têm o sistema atualizado da Justiça Eleitoral em seus celulares e tablets. Quarto maior eleitorado do país, o estado está atrás apenas de São Paulo em quantidade de votantes com a versão digital do documento.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, 419.164 eleitores da Bahia que já baixaram o e-Título estão biometrizados e têm a foto no aplicativo. Isso dispensa a necessidade de levar qualquer outro documento de identificação no domingo das eleições.

Até esta terça-feira (11/11), o e-Título também foi baixado por 19.108 eleitores que não fizeram a revisão biométrica, mas podem acessar as outras funcionalidades do aplicativo. A única diferença é que, no dia da votação, o eleitorado sem a biometria, mas com o e-Título vai precisar levar também um documento de identificação com foto.

Proporcionalmente ao número de eleitores de cada estado, o percentual de downloads do e-Título na Bahia é 4% de eleitores com o sistema já instalado. O estado fica atrás apenas de São Paulo, onde, até o momento, 5,1% dos votantes já possuem o aplicativo. No Rio de Janeiro, esse índice é de 3,32% e em Minas Gerais, de 2,77 %.

Campanha

Para incentivar o download do e-Título 2.0, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia entrou em contato com mais de 100 influenciadores digitais da capital e do interior, nas mais diversas áreas, e solicitou apoio com o compartilhamento, nas redes sociais, da peça de campanha do aplicativo. O TRE-BA buscou perfis com número expressivo de seguidores e de engajamento e essas pessoas já estão convocando seguidores a baixar o e-Título.

Artistas e jornalistas baianos também foram contatados pelo Tribunal para aderir à campanha, informa a RP Gardênia Lima, responsável pela estratégia de comunicação do Eleitoral da Bahia. “Estamos contando com a adesão de pessoas que podem influenciar outras e assim prestar um serviço de utilidade para todos os eleitores”, afirma.

O TRE-BA também está em contato com times de futebol de todo o estado para ampliar a repercussão da campanha, realizada sem custo para os cofres públicos. Cada colaborador tem enfatizado que o e-Título não é apenas uma versão digital do documento, mas possui outras funcionalidades. Pelo aplicativo, é possível consultar os locais de votação e, pela primeira vez, justificar a ausência por meio do georreferenciamento.

Além da praticidade, o sistema confere maior segurança ao processo eleitoral que está sendo realizado em meio à pandemia de coronavírus. “Tudo isso está sendo feito para garantir o mínimo contato possível entre eleitores e mesários e menos pessoas circulando nas ruas no dia da votação, no caso daqueles que iriam sair de casa apenas para justificar a ausência”, situa Gardênia.

Em junho de 2020, a Bahia também ocupou o 2º lugar em número de downloads do aplicativo, tendo 2.277.925 eleitores com o aplicativo instalado. Naquele mês, porém, a estatística não se referia à nova versão do documento, que é a que será usada nas votações do dia 15 de novembro. Aos eleitores que instalaram a versão mais antiga do sistema, o TRE-BA orienta que façam a atualização.

Fonte: TRE-BA


  • Compartilhe: