Cidades baianas ficam sem água por falta de energia elétrica após tempestades

Publicado em: 22/12/2023

Desde a última quarta-feira (20), fortes chuvas em diferentes regiões da Bahia têm causado interrupções e oscilações no fornecimento de energia elétrica, impactando os sistemas de abastecimento de água. A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou, em nota, que tem trabalhado em conjunto com a concessionária Coelba para solucionar os problemas, mas alguns sistemas ainda aguardam restabelecimento elétrico.

Nesta quinta-feira (21), houve o retorno da energia em áreas como Paraguaçu-Milagres, abastecendo municípios como Castro Alves, Santa Teresinha, Milagres, entre outros. No entanto, áreas como a ilha de Itaparica e o sistema de Santo Antônio de Jesus, que engloba municípios como São Miguel das Matas e Dom Macedo Costa, permanecem afetadas. Outros sistemas ainda sem energia incluem Pojuca, Serrinha-Coité e Jeremoabo-Pedro Alexandre.

Leonardo Góes, presidente da Embasa, alerta que, mesmo com a normalização da energia, pode levar de 24 a 72 horas para que o abastecimento de água seja totalmente regularizado, dependendo da extensão e densidade populacional da área. Ele enfatiza a importância do uso consciente da água armazenada nos reservatórios domésticos durante esse período.

Por outro lado, municípios como Mata de São João, Aurelino Leal e Maragogipe já enfrentam mais de 24 horas sem abastecimento devido à falta de energia. Gildeone Almeida, diretor de Operação do Interior da Embasa, assegura que a empresa está monitorando essas localidades e, sempre que possível, fornecendo água através de geradores para minimizar os impactos à população.


  • Compartilhe: