Forças policiais se unem para a 7ª fase da ‘Operação Tamoio’

Publicado em: 25/10/2020

A parceria, o compartilhamento de experiência, o trabalho em conjunto e a expertise dos policiais, contribuíram para os resultados satisfatórios da operação que teve como foco desmantelar a estrutura logística e financeira das organizações criminosas.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia encerrou, na última quarta-feira (21), a sétima fase da Operação Tamoio, que teve como foco intensificar as ações de policiamento orientado por inteligência, visando incrementar o enfrentamento qualificado à criminalidade e o aumento da percepção de segurança nas rodovias federais.

A Operação Tamoio VII – Fase HIPER iniciou-se nas primeiras horas de quinta-feira (15) e desta vez, além do emprego de policiais rodoviários federais capacitados, muitas das ações foram desenvolvidas de forma integrada com as demais forças policiais de segurança pública que teve como foco o combate ao tráfico de entorpecentes, ao contrabando e demais ilícitos penais.

A integração e aproximação com órgãos parceiros de segurança fortalecem a união de forças no combate à criminalidade, beneficiando diretamente a sociedade, que pode contar com agentes cada vez mais preparados na sua missão de garantir segurança e promover a prosperidade da Nação.

Durante os sete dias de atividades, o policiamento foi auxiliado com informações de inteligência policial. As abordagens também ficaram mais assertivas com o uso de ferramentas de tecnologia da era digital e de profissionais especializados.

Os agentes de pronta resposta federal ‘estrangularam’ a estrutura logística e financeira do crime e causaram um prejuízo milionário no movimento das associações criminosas, que integra o meio aéreo e o portuário – marítimo e fluvial- convergindo para as rodovias do país.

Entre os dias 15 e 21 de outubro, a PRF na Bahia fiscalizou 3.503 veículos e consultou 4.935 pessoas.

No primeiro dia da operação (15/09), a PRF em ação conjunta com a Polícia Militar da Bahia retiraram de circulação 325.000 maços de cigarros contrabandeados do Paraguai. A carga ilícita avaliada em quase dois milhões de reais foi apreendida na BR 030, em Guanambi, durante abordagem a um caminhão graneleiro. O motorista tentou escapar da fiscalização e empreendeu fuga, mas foi interceptado e preso. Ele disse que ganharia 2.000 reais para transportar as carteiras de cigarro até a capital baiana. CLIQUE AQUI

Ainda na tarde de quinta-feira (15), os policiais ‘estouraram’ um depósito clandestino na zona rural do povoado Conga, em Santo Estevão. No local foram apreendidos quatro veículos com restrição furto/roubo, cento e dez quilos de maconha e mais cinco quilos de cocaína. Mais uma vez a união de forças entre os órgãos de segurança (PRF e PMBA) trouxe resultados positivos no combate a criminalidade. CLIQUE AQUI

Um flagrante de crueldade e de maus tratos foi registrado na tarde de sexta-feira (16), em Ribeira do Pombal. Equipe da PRF fiscalizava a rodovia quando visualizou um casal arrastando um cachorro amarrado em uma moto. O animal estava com uma corda no pescoço e foi arrastado por cerca de 300 metros. Vale ressaltar que o dia estava ensolarado e a pista abrasiva. Os policiais conseguiram interceptar a motocicleta e salvar o cachorro. Ele estava bastante assustado, exausto e com semblante de dor. De imediato recebeu os primeiros socorros e foi atendido por profissionais. O casal foi preso em flagrante delito e irão responder pelo crime de maus-tratos, que prevê pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda. CLIQUE AQUI

Já na noite de sábado (17), foram apreendidos 45.000 comprimidos de ecstasy, droga muito utilizada como alucinógeno em festas raves e para golpe do ‘Boa Noite Cinderela’. A ação foi desencadeada no Km 830 da BR 116, trecho de Vitória da Conquista, quando uma equipe da PRF abordou um ônibus que fazia o itinerário Rio de Janeiro (RJ) – Fortaleza (CE). Durante os procedimentos de fiscalização, os policiais perceberam sinais de nervosismo em um dos passageiros, uma mulher de 23 anos. Ela apresentou informações desencontradas, o que levou a equipe realizar uma vistoria minuciosa na bagagem dela e acabaram encontrando os milhares de comprimidos já embaladas para consumo. Aos policiais, a jovem relatou que adquiriu o material ilícito por 20.000 reais e pretendia comercializar em festas da capital cearense. CLIQUE AQUI

Relacionado ao crime ambiental, a PRF na Bahia atuou em duas forças-tarefa nesta quarta-feira (21). A primeira a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado de São Paulo, com o apoio da Receita Federal. A operação teve por objetivo desarticular organização criminosa atuante em fraudes e adulteração de combustível, alteração de composto químico ARLA, além de realizar importações irregulares do produto nafta, sonegando milhões de reais em tributos federais. Aqui na Bahia a PRF a PRF realizou o cumprimento de mandado de busca e apreensão onde funciona uma das empresas investigadas, na região do município de Candeias. CLIQUE AQUI

Já em Morro do Chapéu a força-tarefa composta pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil da Bahia (PCBA), Polícia Militar da Bahia (PMBA), Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) e Agência Nacional de Petróleo (ANP), deflagraram a Operação Carbono 14 que fiscalizou postos de combustíveis na cidade. O objetivo principal da operação foi fiscalizar os estabelecimentos comerciais após denúncias de venda de combustível adulterado. Na ação também foram apuradas o cometimento de possíveis infrações administrativas. CLIQUE AQUI

Merece destaque também a ação integrada entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar da Bahia (PMBA), realizada entre os dias 20 e 21 de outubro. As atividades tiveram como objetivo combater o crime de roubo a veículos de transporte coletivo de passageiros. Durante os dois dias as ações foram concentradas em trechos da Grande Salvador (BR 324), em localidades conhecidas como Jaqueira do Carneiro, Brasilgás, Praça do Pedágio de Simões Filho, entre outras regiões de grande fluxo viário. CLIQUE AQUI

Ainda, 42 veículos com registro de roubo ou furto foram recuperados. Outros 33 veículos adulterados foram apreendidos no período, o que representa o esforço da instituição no enfrentamento as fraudes veiculares. Esse expressivo número de veículos recuperados alavancaram os resultados da Operação realizada em todas as regiões do Brasil.

A quantidade de pessoas detidas alcançou 50, por crimes como tráfico de drogas, contrabando, roubo, receptação de veículo, mandados de prisão em aberto, uso de documento falso.

Durante a operação foram cumpridos três mandados de prisão em aberto. Foram também retiradas de circulação mais de 63 toneladas de excesso de peso das rodovias. O peso acima do permitido sobrecarrega os sistemas de suspensão e freios, oferecendo riscos ao motorista e aos usuários da rodovia, e ainda danifica o pavimento asfáltico. Além disso foram apreendidos 11,00 m³ de madeira que estava sem a devida documentação ambiental válida.

A ação integrada é mais um exemplo da união de esforços entre as forças de Segurança Pública voltada para o combate ao narcotráfico, aumentando o impacto dos prejuízos às organizações criminosas.

É a Polícia Rodoviária Federal, reiterando mais uma vez sua missão de promover a prosperidade da Nação garantindo a segurança pública e a mobilidade no Brasil.

Fonte: PRF-BA


  • Compartilhe: