IBOTIRAMA: mel ganha o mercado internacional

Publicado em: 05/2/2019

A produção de mel fortalece a agricultura familiar promovendo a geração de empregos e o incremento da economia regional.

Desde que foi fundada em 2005, a Cooperativa Agropecuária dos Agricultores e Apicultores do Médio São Francisco (Coopamesf), com sede no município de Ibotirama, região do médio São Francisco, vem coordenando o processo de beneficiamento do mel que é exportado para outros países.

A cooperativa que iniciou os trabalhos com 30 cooperados, hoje tem 138 apicultores nos 16 municípios do território Velho Chico.
  

Somente em 2018 foram comercializadas mais de 70 toneladas de mel (in Natura e fracionado). A Coopamesf opera com apenas um entreposto, localizado no povoado de Itapeba (zona rural de Ibotirama), mas já está em processo de licitação a construção do segundo entreposto de mel, própolis e cera de abelha, no Assentamento Olhos D’Água dos Tanques, no mesmo município.

O processo de produção
O mel sai dos apiários e é entregue pelos produtores, no entreposto, onde passa pelo processo de extração, centrifugação, envase, rotulagem e empacotamento.
Além do trabalho da cooperativa, a produção envolve uma assessoria técnica e organização dos núcleos produtivos, até chegar à comercialização.

Principais produtos
Mel natural, mel fracionado em bisnagas e mel em sachê, que também fazem parte da alimentação escolar.

Logística de comercialização
Outra inovação foi a primeira loja de comercialização, inaugurada recentemente. Segundo a assessoria, a loja exclusiva faz parte da estratégia de formação de uma rede de comercialização no território. Além da loja, os produtos podem ser encontrados nos principais supermercados, farmácias e padarias em diversas cidades da região.
O mel da Coopamesf ganha o mercado internacional via empresas exportadoras e tem como principais mercados os EUA, Canadá e países da Europa.

Expansão do setor
Segundo o coordenador Ronilson Oliveira a cooperativa tem planos de expansão. “Trabalhamos para isso, nosso planejamento ao longo dos próximos três anos é aumentar a produtividade, expandir a comercialização do mel fracionado para outros estados brasileiros. Viabilizar a exportação direta e a certificação do mel orgânico”, e acrescentou: “É um setor que tem potencial para crescimento, principalmente por ter um baixo consumo no mercado interno. Quanto à produção tende a crescer nos próximos cinco anos”.
A Coopamesf recebeu investimentos do setor público, por meio de convênios, que chegam a R$ 2,3 milhões e serão aplicados na assessoria técnica a 300 apicultores e na construção e estruturação do novo entreposto.

Área de atuação
Atua nos seguintes municípios: Barra, Bom Jesus da Lapa, Brotas de Macaúbas, Carinhanha, Feira da Mata, Ibotirama, Igaporã, Malhada, Matina, Morpará, Muquém de São Francisco, Oliveira dos Brejinhos, Paratinga, Riacho de Santana, Serra do Ramalho e Sítio do Mato.

Fotos: arquivo Coopamesf

  • Compartilhe: