IBOTIRAMA: menina de 11 anos e filho seguem sob cuidados do Município

Publicado em: 05/9/2020

Apuramos as informações sobre o caso de uma criança de 11 anos, vítima de estupro, que deu à luz no Hospital Regional Velho Chico, em Ibotirama, no mês de julho de 2020.

De acordo com a assessoria, a prefeitura tem assistido a menor e o recém-nascido mobilizando toda a rede socioassistencial do Município com diversos profissionais da área da Saúde, assistencial e jurídica com o intuito de garantir a viabilização de todos os direitos e proteção integral da criança (mãe) e do recém-nascido.

Entre as ações que os órgãos de defesa e garantia dos direitos da criança e do adolescente (Conselho Tutelar, CREAS, Promotores e Juízes das Varas da Infância e Juventude, Polícia Militar e Civil, entre outros) tomaram e vem sendo tomadas estão: afastamento da criança e do recém-nascido do convívio familiar, pois havia fortes indícios de estupro de vulnerável cometido pelo companheiro da tia, que até então era a sua guardiã; busca ativa do paradeiro dos pais biológicos da vítima; acomodações supervisionadas integralmente que garantem conforto, segurança e alimentação; acompanhamento psicológico, além de acompanhamento médico.

Segundo informações do Município, o teste de paternidade (exame de DNA) realizado confirmou que o pai do recém-nascido é, de fato, o companheiro da tia da vítima, o que comprova o estupro de vulnerável. Dessa forma, o agressor foi detido na delegacia de polícia de Ibotirama.

Questionado, por nossa reportagem, sobre o motivo de não comentar publicamente o caso até agora, o prefeito de Ibotirama, Terence Lessa, disse que a prioridade sempre foi proteger e assistir a menor e o bebê, sem expor suas identidades.

“Tenho determinado, ao longo de todos estes dias, a não divulgação de detalhes do caso, a fim de proteger a integridade e a identidade da mãe e do recém-nascido, jamais iríamos dar publicidade ou explorar uma situação traumatizante e constrangedora como essa; nosso foco, desde o nascimento do bebê, sempre foi proteger e cuidar das crianças”, ressaltou o prefeito.

A menor e seu filho seguem sob cuidados da prefeitura que disponibiliza hospedagem, alimentação, segurança e toda a assistência necessária.


  • Compartilhe: