Jurailton Santos diz que morte de passageiro na fila do Terminal de Bom Despacho é inadmissível

Publicado em: 30/10/2020

“Até quando pessoas vão morrer nas filas e dentro das embarcações dos ferry-boats devido à falta de assistência médica e despreparo dos profissionais nos terminais marítimos de Salvador – Itaparica?”, questiona com indignação o deputado estadual Jurailton Santos (Republicanos), sobre o triste episódio ocorrido na tarde desta quinta-feira (29), onde um passageiro veio a óbito durante embarque no Terminal de Bom Despacho, na ilha de Itaparica.

Na Assembleia Legislativa da Bahia, Jurailton, que também é membro titular da Comissão de Defesa do Consumidor e Relações de Trabalho tem atuado na defesa dos usuários, cobrando ao governo do Estado e à empresa responsável pela travessia, para que medidas emergenciais sejam implementadas no sistema ferry-boat Salvador – Itaparica, a fim de evitar que mais pessoas morram em decorrência da negligência e falta de estrutura dos terminais.

“Não é a primeira vez! É desumano o que vem acontecendo com os usuários no ferry-boat. As pessoas estão sendo submetidas ao transtorno, famílias estão sofrendo com a perda de alguém que ama, tudo isso porque o sistema ofertado é degradante e ineficiente. O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas até chegar ao local, a depender do quadro de saúde, a pessoa não resiste, e foi o que aconteceu com este passageiro que veio a óbito”, lamenta o republicano.

E foi pensando na segurança dos passageiros durante a travessia Salvador – Itaparica que o parlamentar apresentou uma Indicação n° 23.154/19, que exige a presença de um profissional habilitado em atendimento emergencial no sistema hidroviário. A proposta ainda sugere que as embarcações devem não somente contratar estes profissionais de saúde, como também dispor de uma sala de pronto atendimento com equipamentos de primeiros socorros, incluindo desfibrilador (instrumento capaz de reanimar pacientes em situação de parada cardíaca).

Fonte: Assessoria Parlamentar


  • Compartilhe: