SALVADOR: agentes de trânsito passam a usar câmeras corporais

Publicado em: 16/2/2019

Os agentes de Salvador são os primeiros do país a utilizarem a tecnologia, que passou a ser empregada desde sexta-feira (15).

As “body cams” ou câmeras corporais já fazem parte da rotina de abordagens e rondas da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

O órgão informou que os novos equipamentos serão utilizados, inicialmente, por cerca de 40 agentes, entre eles os que realizam as Blitze de Lei Seca, os do Grupo de Ações Rápidas de Trânsito (GART), além de alguns supervisores. A expectativa é que esse número suba para 100.

O objetivo é dar maior legitimidade às ações de fiscalização, além de proporcionar maior segurança aos agentes, inibindo, por exemplo, situações de agressão. É possível também utilizar as imagens como prova nos casos em que houver divergências entre a versão do agente de trânsito e a versão do cidadão.

As imagens armazenadas no equipamento serão descarregadas diariamente em um banco de dados e ficarão guardadas por 30 dias. O período poderá ser estendido caso haja alguma ocorrência registrada pelas partes.

A prefeitura informou ainda que as câmeras não possuem nenhuma relação com a geração de multas, o intuito é gravar as abordagens aos condutores.

 

 

Com informações da Ascom/Transalvador
Fotos: SECOM

 


  • Compartilhe: