Salvador

Mais três médicos da rede municipal de Salvador se juntam para missão de salvar vidas no Rio Grande do Sul

Publicado em: 17/5/2024

Foto: Julia Prado/MS

Mais três profissionais médicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), partiram para a missão de Salvar vidas Rio Grande do Sul, na manhã desta quinta-feira (16): a Residente em Medicina Intensiva (UTI), Maria Elisa, o Clínico Geral e médico do Samu Salvador Felipe Rodrigues, e o médico Felipe Carneiro. Os profissionais da rede municipal vão fortalecer as equipes de trabalho, ao lado do coordenador médico Dr. Ivan Paiva, que já está no Estado desde o último dia 06 de maio.

As cidades onde irão atuar e suas funções nas equipes de Salvamento serão definidas ao chegar no Estado, podem ser no intra hospitalar ou extra hospitalar, conforme os perfis e as experiências de atuação, com previsão de permanecer cerca de 12 dias na missão.

Conforme a médica Maria Elisa, “ é natural sentir um pouco de medo por estar indo para algo muito diferente da nossa realidade, mas muito feliz em poder contribuir um pouco com quem está precisando”. Para Felipe Rodrigues, é uma mistura de dever com realização: “Sinto uma mistura de cumprir meu dever. Fiz medicina para isso, sempre quis atuar no atendimento pré-hospitalar e quando acontece, infelizmente, uma catástrofe dessa é a chance de a gente ajudar e pôr em prática tudo que a gente treinou e estudou. Na verdade, a gente faz isso no nosso dia a dia no Samu, mas lá será em maiores proporções. Estamos prontos para o que precisar!”, revelaram.

A vice-prefeita e titular da SMS, Ana Paula Matos, reforça que mantém contato com autoridades e instituições do Rio Grande do Sul, visando colaborar ativamente com a missão. “Nesse sentido, cedemos mais três profissionais para esse trabalho que é tão desafiador quanto importante, e por isso agradeço a ambos e suas famílias, porque realmente é muito nobre o que estão indo fazer: salvar vidas em um momento delicado, em um local que está passando por uma tragédia sem precedentes, onde a dor e a tristeza estão presentes, poder levar esse cuidado humanizado, esse amor ao próximo e reforçar os trabalhos de salvamento de vidas é um ato de amor pelo que se faz , então, estão não medimos esforços para contribuir e ajudar em tudo que pudermos”, declarou.


  • Compartilhe: