Carnaval 2024: Secretaria da Saúde de Salvador monta megaoperação para garantir assistência aos foliões

Publicado em: 31/1/2024

Ao todo, serão mais 7 mil plantões, envolvendo cerca de 2 mil profissionais, entre eles 163 médicos durante os dias de folia

A assistência à saúde dos foliões nos circuitos oficiais e alternativos do Carnaval de Salvador terá uma megaoperação. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), incrementou plantões, profissionais e estruturas para garantir a maior atuação da saúde dos últimos anos na folia momesca.

Pela primeira vez na história as estruturas de saúde iniciarão suas as atividades já no dia 1° de fevereiro e seguindo até dia 14, quarta-feira de cinza. O pontapé inicial será dado no Santo Antônio Além do Carmo que, de forma inédita, contará com uma unidade de saúde prestando atendimento ininterrupto aos foliões.

No total, serão 15 Módulos Assistenciais (postos de saúde) de prontidão para acolher as demandas dos pacientes; sendo que nas 13 estruturas instaladas nos circuitos oficiais Dodô, Osmar e Batatinha e no circuito alternativo Mestres Bimba (Nordeste de Amaralina), o atendimento se dará de forma ininterrupta, ou seja, em regime de 24h a partir da abertura oficial do carnaval (08), até a quarta-feira de cinzas. O esquema no Carnaval dos Bairros (Cajazeiras e Periperi) terá módulos com plantões de 12h entre os dias 10 e 14 de fevereiro.

As unidades contarão com um total de 157 leitos, sendo 142 para atendimento aos pacientes que necessitam de observação e 15 leitos de estabilização com suporte avançado à vida (semelhante aos leitos de UTI – Unidade de Terapia Intensiva). Durante a folia, serão mais de 7.135 plantões, envolvendo cerca de 2 mil profissionais, entre eles 163 médicos e seis equipes de cirurgia bucomaxilofacial.

A vice-prefeita e titular da Saúde, Ana Paula Matos ressalta a importância da mega estrutura e de disponibilizar os módulos também nos carnavais de bairros. “Será o Carnaval da Saúde. Estamos com nossas equipes preparadas para essa megaoperação, seja nos principais circuitos e alternativos. O objetivo é ofertar uma assistência ágil e eficiente para os foliões que necessitem por algum motivo do acolhimento em saúde. Os postos estão instalados em pontos estratégicos, com fácil acesso e estrutura para atender desde demandas mais simples até procedimentos cirúrgicos e estabilização de pacientes que precisarem de suporte avançado à vida. Para reforçar ainda mais essa logística, contamos com equipes de cirurgia bucomaxilofacial fixas e móveis para assegurar a assistência qualificada aos pacientes”, destacou Ana Paula Matos.

A gestora explica ainda que o crescimento dessa assistência à saúde no carnaval deste ano deve-se à realização de um evento em massa no período que marca o pós pandemia da Covid-19. “Ano passado, muitas pessoas não sabiam se, de fato, ia acontecer a festa e não se planejaram após um hiato de dois anos sem a folia. Neste carnaval estamos com alto fluxo de turistas de todas as partes do mundo, além dos conterrâneos, portanto, entendemos que a ampliação dos serviços do cuidado e acolhimento com todos é fundamental. O Carnaval, Saúde e Você’”.

Para assegurar tranquilidade e ampliar os protocolos de segurança em saúde aos soteropolitanos e turistas, a pasta reforçou o alcance de ações preventivas com o apoio de importantes segmentos como Vigilância Sanitária (Visa), Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Vigilância Ambiental (Visamb), Centro de Referência à Saúde do Trabalhador (Cerest) e Vigilância Epidemiológica (Viep).

Visando subsidiar a magnitude da festa, a SMS também ampliou todo o suporte de saúde em relação ao ano passado, onde houve um aumento de:

– Médicos atuantes, saltando de 115 para 163 (+41%);
– ⁠4 novos módulos aos circuitos, saindo de 11 para 15 este ano com o acréscimo em 16% de leitos disponíveis;
– ⁠Aumento de 34% de plantões médicos;
– ⁠Profissionais de diversas áreas com acréscimo de 18%;
– ⁠Incremento de mais uma equipe de cirurgia bucomaxilofacial.

Estarão ainda de prontidão 20 ambulâncias, 10 motolâncias e duas ambulanchas do SAMU 192 para intervenção rápida das ocorrências que necessitarem de transferência para rede hospitalar. Dez UPAs, seis Pronto Atendimentos, a Unidade de Atendimento Odontológico 24 horas do Dique do Tororó e o Hospital Municipal de Salvador também atuarão como postos de retaguarda para acolhimentos de casos provenientes da festa.


  • Compartilhe: