MUNICÍPIOS

Embasa fala sobre o uso de canos de amianto em Ibotirama

Publicado em: 30/3/2023

Cerca de 10% da tubulação é de cimento e amianto, diz Embasa

O assunto veio à tona depois que o presidente da Câmara Municipal, vereador André Gessé, cobrou respostas da Embasa, sobre a utilização de canos de amianto, na rede de distribuição de água da cidade, alegando possíveis riscos à saúde pública.

Reveja a matéria>>

Em resposta ao nosso site, a Embasa prestou os seguintes esclarecimentos:

“A Embasa informa que, em estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS), a entidade esclarece que eventuais doenças provocadas por amianto decorrem do manuseio inadequado na fase da extração dessa matéria-prima, não havendo evidências de danos à saúde, em curto ou longo prazo, causados pelo uso de produtos, a exemplo de tubulação ou caixas d´água.

Em Ibotirama, de um total de 114.569 mil metros, cerca de 10% são de tubulação de cimento e amianto, não havendo, até hoje, indícios mínimos de interferência na qualidade da água distribuída ou de riscos à saúde da população, o que pode ser demonstrado pelas análises laboratoriais que atestam os parâmetros de potabilidade exigidos pelo Ministério da Saúde.

A Embasa esclarece que vem substituindo, de forma gradativa, os trechos de tubulação de cimento e amianto da rede distribuidora por tubulações de PVC e, futuramente, não haverá mais tubulação fabricada com esse material na rede distribuidora de Ibotirama. A empresa tem compromisso com a saúde pública e a água tratada que distribui passa por rigoroso controle de qualidade, nos laboratórios da empresa, e fiscalização pelo Ministério da Saúde e pelas Vigilâncias Sanitárias municipal e estadual, entre outros órgãos competentes.”


  • Compartilhe: