Empresa prevê investimentos de R$ 16 milhões em ampliação e modernização de fábrica

Publicado em: 10/11/2020
A Indeba Indústria e Comércio pretende investir R$ 16 milhões na ampliação e modernização de sua unidade fabril destinada à produção de peças plásticas, embalagens e produtos químicos saneantes e afins, em Cajazeira, município de Salvador. A indústria baiana vai manter os 39 empregos diretos, 92 terceirizados existentes e promover a geração de até 15 novos postos de trabalho na região. Ao ampliar e modernizar o parque industrial, a indústria vai passar a fabricar peças plásticas técnicas e ampliará o mix de produtos químicos saneantes e afins. O protocolo de intenções foi assinado com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), na segunda-feira (09).
“A Bahia está em uma linha crescente de indústrias e empresas que estão investindo no estado e, em consequência, movimentando a receita dos municípios baianos. A Indeba produz atualmente 235 toneladas de embalagens e 3,6 mil t/ano de saneantes. Assim, com esta ampliação e modernização, haverá o incremento na capacidade de produção de 702 toneladas de peças plásticas e embalagens por ano e 1,6 mil toneladas de produtos químicos saneantes e afins por ano. Atrair novos investimentos e empregos é um dos focos do Governo do Estado”, destaca o vice governador João Leão, titular da SDE.
Segundo o diretor geral Juan José Rosário Lorenzo, a Indeba possui 12 unidades comerciais, oito centros de distribuição e 24 distribuidores terceirizados exclusivos no Brasil, além de um distribuidor internacional, na região do Caribe. “Já somos reconhecidos como a mais importante indústria nacional na área de saneantes e desinfetantes institucionais e buscamos dar continuidade ao trabalho de desenvolvimento de tecnologia própria frente aos concorrentes multinacionais”, diz.
Lorenzo conta ainda que o investimento viabiliza a ampliação da atuação da empresa, como, por exemplo, no desenvolvimento de químicos para refrigeração automotiva. “Trata-se de uma inovação no mercado do Nordeste, que resultou na conquista (inédita por uma empresa da região) da homologação junto à importante indústria automotiva, a Ford”, explica. Os investimentos em instalações necessárias e a compra dos equipamentos já foram iniciados em 2020 e deverão ser totalmente concluídos até 2022.
Fonte: SDE-BA

  • Compartilhe: