Nordeste é a região do Brasil que mais aumentou policiais em 10 anos, aponta estudo

Publicado em: 28/2/2024

As quantidades de policiais militares e civis ou científicos na ativa no Brasil caíram 6,8% em 10 anos, segundo estudo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgado na terça-feira (27). O Nordeste registrou um incremento de 7.479 profissionais entre 2013 e 2023. Os únicos estados da região que não apresentaram queda foram Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

No Ceará, por exemplo, o efetivo policial aumentou de 19.010 para 26.949 em uma década. No Maranhão, por sua vez, no mesmo período, o aumento foi de 1.572 agentes.

Na Bahia, em 2013, havia 36.658 servidores da segurança pública em atividade, em 2023, no entanto, caiu para 35 mil, uma diminuição de 4,5%, conforme os resultados apresentados pelo Fórum.

O estudo aponta que a redução no número de policiais em todo o Brasil pode estar relacionada às dificuldades fiscais enfrentadas pelo Estado, como questões relacionadas à remuneração desses profissionais, que geralmente ganham 50% a mais que os demais servidores públicos, e também devido às aposentadorias, que correspondem a 22% de todos os servidores públicos inativos do país.

Como resposta, sugere a pesquisa, muitos estados optam por não realizar concursos para repor o quadro de agentes.

Por meio de nota, a Polícia Militar da Bahia informou que, em 2024, o estado conta com 31.571 agentes e que “segue investindo na ampliação deste efeito por meio de concursos públicos”. Afirma também que “a meta do governo do estado é formar 2.000 policiais militares por ano para ampliar o efetivo para 35.000 homens até o final desta gestão”.


  • Compartilhe: