SALVADOR

Mercados e feiras municipais são alternativas para composição da ceia de Natal

Publicado em: 21/12/2023

Preço, atendimento humanizado e boa localização. É a partir destes atributos que comerciantes que atuam nas 23 feiras e mercados municipais da capital baiana esperam atrair cada vez mais clientes que optam por estes espaços na hora de montar a ceia natalina em Salvador. Com opções que vão desde frutas tradicionais do período, além das tropicais da estação, os consumidores têm diversas alternativas de preço, tamanho e quantidade para não deixar faltar nada na noite em que espera a visita do bom velhinho.

Márcio Souza, que atua há 12 anos na feira da Boca do Rio, espera aumentar as vendas no fim do ano. “Nessa época, os produtos mais procurados são frutas e castanhas para usar na ceia de Natal. Uma mistura de frutas tradicionais com as da estação. Em geral, quanto mais perto da festa, os valores vão caindo”.

Ailton Bezerra, 44 anos, frequentador assíduo da feira, já começou a preparar a ceia e costuma fazer as compras no mercado da Boca do Rio. “Geralmente todos os produtos vegetais para a ceia eu pego aqui. É mais prático e os preços são sempre mais em conta. Sem contar que agora, com tudo limpinho e estruturado, fica bem melhor”.

O coordenador de Feiras e Mercados da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), Paulo Cristiano Ferreira, explica que a semana do Natal deve consolidar um incremento de 60% no número de clientes visitando os mercados e feiras municipais, o que significa também aumento nas vendas. “A partir desta quarta-feira (20), o movimento deve aumentar, principalmente por conta do pagamento da segunda parcela do 13º salário”, projeta.

Opções – Dentre as feiras e mercados que comercializam os produtos natalinos estão as feiras da Boca do Rio, de Cosme de Farias, do Japão, de Cajazeiras X, Castelo Branco, Dois de Julho, Mussurunga, IAPI, do Lobato, do Curtume, além dos Nacs de Itapuã e Periperi, e os mercados do Jardim Cruzeiro e São Cristóvão.

Entre os produtos mais buscados nos mercados municipais, a uva lidera o ranking de vendas, além do pêssego, ameixa, manga, abacaxi, pera, kiwi e maçã. No Mercado Municipal da Boca do Rio, o valor médio da medida de uvas sai por R$5, enquanto as maçãs são vendidas a R$5 o trio, nozes a R$100 o quilo, e castanha inteira a R$70 o quilo.

No período natalino os espaços funcionam diariamente, entre 6h e 17h. Sendo que, no dia 24 de dezembro o funcionamento vai das 6h às 14h, estando todos fechados no domingo (25).


  • Compartilhe: