SALVADOR

Reunião entre Saúde e Associação HTLVida debate qualificação da assistência para pessoas que vivem com HTLV em Salvador

Publicado em: 13/3/2023

Com o objetivo de promover novos planos de prevenção e debater a qualificação da assistência para as pessoas que vivem com HTLV em Salvador, a vice-prefeita e secretária municipal da saúde, Ana Paula Matos, recebeu nesta segunda-feira (13), na sede da pasta, a presidente da HTLVida, Márcia Brandão, e Adijeane Oliveira, coordenadora e secretária da associação.

Na ocasião, a titular da SMS explicou que a pasta tem total interesse em compreender as demandas das pessoas que vivem com HTLV, bem como as dificuldades enfrentadas para acessar os serviços, além de receber sugestões para a melhoria contínua do fluxo de assistência no âmbito do SUS em Salvador. Ela avaliou como “produtivo” o encontro com a associação HTLVida – Grupo de apoio às pessoas que vivem com o vírus HTLV-l e Il do Estado da Bahia.

“Tenho dito que só é possível melhorar o fluxo da prestação de serviços especializados, como é o caso da assistência às pessoas que vivem com HTLV, por meio da escuta sensível, do diálogo e da prontidão para acolhermos as pessoas que conhecem de perto a questão e necessitam do serviço. Essa foi uma reunião produtiva, de muitos aprendizados, especialmente, para a fundamental ampliação da cultura da prevenção em Salvador”, declarou. A gestora pontua ainda que para melhorar os serviços em saúde na capital baiana, esse diálogo direto com associações, iniciativa privada e outros setores públicos são importantes porque fomentam o debate conjunto em prol do cuidado com a vida, “resultando em constante (re) qualificação do SUS no âmbito do município”, finalizou.

De acordo com a presidente da HTLVida, Márcia Brandão, o estabelecimento de políticas eficientes de saúde pública, visando qualificar o atendimento para as pessoas que vivem com HTLV-I e II, bem como promover ações preventivas, são parte fundamental do trabalho da associação. “Queremos empreender em Salvador medidas essenciais a fim de esclarecer a população em geral acerca do HTLV, principalmente focando em medidas preventivas. Por isso, oportunidades como essas são fundamentais, uma vez que proporcionam a construção coletiva na temática do HTLV, beneficiando aqueles que mais precisam, para que tenham mais qualidade de vida”, afirmou.

Além da titular da SMS estiveram presentes na reunião a diretora de atenção à Saúde, Zaida Mello; Flora Miguez – coordenadora da atenção especializada; Carine Zuza – enfermeira da área técnica GT Penso; e Leila Reis – assistente social da atenção especializada.

HLTVida  –  Fundada em 28 de setembro de 2010, a associação HTLVida oferece assistência, com atendimentos por demanda aberta para qualquer pessoa com suspeita ou com HTLV+, com o objetivo de acolher, recepcionar, informar e orientar qualquer usuário com demandas relacionadas ao vírus HTLV.

O HTLV é chamado também de vírus linfotrópico da célula humana, é um vírus da mesma família do vírus da imunodeficiência humana (HIV) e age de forma similar, infectando células T do corpo humano. É transmitido por meio do contato sexual sem a devida proteção, do compartilhamento de seringas e agulhas, em transfusões sanguíneas e de mãe para filho, durante a gestação, o parto ou mesmo na amamentação.

 

por Golden Assessoria


  • Compartilhe: