SAÚDE

Dia Mundial do Estresse: acupuntura se consolida como terapia alternativa e natural para reversão do quadro clínico

Publicado em: 19/9/2023

O Dia Mundial de Combate ao Estresse, celebrado neste sábado (23/9), tem como objetivo discutir seus efeitos, manifestações, formas de enfrentamento e prevenção; temas muito relevantes em tempos de coronavírus.

A palavra estresse origina-se da inglesa stress que significa pressão/tensão e, define-se como uma série de respostas do organismo a estímulos gerados por algum evento que “excita” a esfera emocional, ou a uma situação de ameaça ou dano ao seu bem-estar. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o estresse é uma doença epidêmica que atinge cerca de 90% da população mundial. Outro dado revela que a prevalência global de ansiedade e depressão aumentou em 25% no primeiro ano da COVID-19 e uma das principais explicações refere-se ao estresse sem precedentes causado pela pandemia. Perda de entes queridos, isolamento social, restrições ao trabalho, solidão, medo de se infectar e crise financeira foram citados como estressores que levaram milhares de pessoas à ansiedade e à depressão. Quadros que se perduram nos dias atuais, aliados às demandas cada vez mais crescentes impostas pelo mundo moderno.

“O 23 de setembro serve como um lembrete crucial de que o estresse não é apenas uma emoção passageira, mas uma condição que pode ter efeitos profundos e duradouros em todos os aspectos da vida, envolvendo crianças, adolescentes, adultos e idosos. Apesar de ser uma defesa natural do organismo, estar frequentemente estressado pode gerar consequências físicas, energéticas, psicológicas e emocionais. Ou seja, o estresse emerge como uma preocupação premente para a saúde mental e física das pessoas”, destacou o médico acupunturiatra, anestesiologista e clínico da dor, Walter Viterbo.

Entre os sintomas mais comuns de um quadro de estresse estão a dor de cabeça, desordens do sono, dificuldade de concentração, temperamento explosivo, dor de estômago, insatisfação no trabalho, depressão e ansiedade. “A boa notícia é que existe tratamento e pode ser realizado através de uma abordagem multidisciplinar que, além dos tratamentos convencionais, pode associar recursos terapêuticos alternativos oferecidos pelas práticas integrativas, como a acupuntura. Os principais benefícios desta prática envolvem o alívio de sintomas como insônia, ansiedade, depressão e dores no corpo, bem como ajuda a reduzir a quantidade de medicamentos consumida em um tratamento convencional”, acrescentou Viterbo.

Benefícios da acupuntura para o alívio do estresse

A essência da acupuntura define que o corpo possui inúmeros canais de energia, conhecidos como meridianos. Quando esses fluxos são interrompidos ou desequilibrados, a saúde física e emocional pode sofrer. E o estresse também é visto como um desequilíbrio energético que pode ser tratado por meio da estimulação cuidadosa de pontos estratégicos, estimulando o sistema nervoso e desencadeando a liberação de endorfinas e outros neurotransmissores que promovem sensações de calma e bem-estar. Além disso, a acupuntura tem o poder de reduzir a atividade do sistema nervoso simpático, responsável pela “luta ou fuga”, e aumentar a atividade do sistema nervoso parassimpático, que está associado ao relaxamento e à recuperação.

“Uma das grandes vantagens da acupuntura é a abordagem holística que ela adota. Em vez de apenas tratar sintomas isolados, a acupuntura se concentra em equilibrar o corpo como um todo, tratando as raízes subjacentes do estresse. Isso não apenas alivia os sintomas imediatos, mas também fortalece a resiliência do corpo e da mente, proporcionando um senso duradouro de calma e serenidade”.

A acupuntura é um método não invasivo e praticamente livre de efeitos colaterais, tornando-a uma alternativa atraente para aqueles que desejam aliviar o estresse sem recorrer a medicamentos. Sessões regulares de acupuntura não apenas proporcionam um alívio imediato, mas também podem ajudar a prevenir o acúmulo crônico de estresse, contribuindo para uma melhor qualidade de vida a longo prazo.

Protocolo SEMEAR SEMPRE

O protocolo ‘SEMEAR SEMPRE’ criado pelo médico Walter Viterbo, trabalha o controle do estresse atuando em áreas importantes da vida do paciente. Ele envolve o sono, exercícios, metas, exames, alimentação e relacionamento.

 

 

por Golden Assessoria


  • Compartilhe: