Vereadora Marcelle Moraes denuncia ‘sexismo de site baiano’

Publicado em: 15/8/2020
“Não vou me calar diante de uma postura machista, desrespeitosa e preconceituosa vinda de um site baiano”. Com esta declaração, a vereadora Marcelle Moraes (DEM) e membro da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara Municipal de Salvador decidiu ir a público denunciar o site Bahia Notícias após seu nome ter sido veiculado de forma pejorativa na coluna Curtas do Poder, do dia 11 de agosto.
“No texto, eles me equipararam a uma cadela. Não vejo problema nenhum ser comparada a um animal que são superiores a muitos seres humanos, até mesmo, do que o próprio digníssimo autor da nota que frequentemente adota tal postura. O problema é que quem ler a coluna sabe a forma irônica com a qual costuma ridicularizar seus ‘alvos’ e não vou admitir essa falta de respeito comigo como mulher e protetora de animais, desmerecendo a minha luta pela qual fui eleita e represento na Câmara de Vereadores de Salvador.”, desabafou.
A vereadora destacou que quem faz uma rápida busca na internet pode encontrar o significado sexista atribuído ao termo “cadela” quando comparado a uma mulher e que, por este, motivo o site será processado. “A única coisa sensata que escreveu na coluna se refere ao fato de que, com certeza, será processado. Se o autor da nota não aprendeu isso em casa ou na família, que a Justiça o ensine a respeitar uma mulher. Lamento que um site como o Bahia Notícias seja condescendente com este tipo de atitude por parte de um colaborador”, completou Marcelle Moraes.
Marcelle chamou atenção ainda para a forma de como o irmão, o deputado Marcell Moraes, é nomeado na coluna: “Protetor de Cachorrinho”. “É notório que o termo no diminuitivo tem o objetivo de desqualificar nossa luta pelos animais e de todas as 81 mil pessoas que nos escolheram para representar uma bandeira séria, que vem crescendo em todo o mundo, e que visa ainda ajudar a promover importantes políticas pública no que tange também a saúde dos seres humanos. Jamais deve ser considerada como uma luta pequena”, finalizou.
Fonte: Golden Assessoria

  • Compartilhe: