Vigilância Sanitária de Salvador realiza ações em comércio, estruturas e serviços dos circuitos de Carnaval

Publicado em: 09/2/2024
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio da Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), segue com foco total para garantir cuidados nos preparativos finais para a folia. A estimativa para este ano é que sejam realizadas mais de 7 mil ações de fiscalização e orientação em comércio formal e informal de alimentos, além de trios elétricos e carros de apoio.
As equipes realizaram ações educativas nos festejos pré-carnaval, como nos tradicionais Fuzuê, Furdunço e Pipoco e também estarão presentes em todo circuito da festa momesca, alocadas em 10 estruturas denominadas de praticáveis.
Para garantir a qualidade dos produtos e serviços ofertados a população, a vice-prefeita e secretária de Saúde de Salvador, Ana Paula Matos, que acompanhou o trabalho dos fiscais nesta quarta-feira (07), destaca a importância das ações de prevenção realizadas pela Visa. “Seguiremos em constante atenção aos produtos e serviços que serão ofertados ao nosso povo e aos turistas durante o Carnaval. Nossas equipes estão prontas para cooperar, educar e orientar os trabalhadores durante os festejos com cuidados à saúde e à vida”, declara a gestora da SMS.
A Vigilância Sanitária realiza a inspeção sanitária nos pontos de comercialização de alimentos e bebidas (barracas, balcões, baianas de acarajé, pontos de vendas de gelo, food-trucks e ambulantes), além dos serviços de camarotes, serviços de saúde e hospedagem, carros de apoio dos blocos, e salões de beleza. Também são fiscalizados os 15 Módulos de Saúde instalados nos circuitos da folia, os 02 postos de testagem, 05 Centros de Convivência e as cozinhas industriais responsáveis pela produção e distribuição dos alimentos e lanches para todo efetivo das forças de segurança que trabalharão no Carnaval 2024.
“As nossas ações têm um caráter social, educativo e vão muito além de fiscalizar as condições sanitárias dos pontos comerciais. A principal missão da Vigilância Sanitária é educar quanto aos riscos sanitários e promover uma conscientização coletiva sobre os agravos que podem ser evitados” destacou a Diretora de Vigilância à Saúde, Andrea Salvador.

  • Compartilhe: